Tipos de acne e os diferentes tratamentos

Tipos de acne e os diferentes tratamentos

Apesar de ser comum na adolescência, a acne pode aparecer também na fase adulta, tanto nos homens quanto nas mulheres. Conheça os três tipos de acnes e alguns tratamentos da nossa Clínica Ottoboni: Acne genética: A predisposição genética é um dos fatores que influencia no surgimento de um tipo de acne mais grave. Quando os pais têm espinhas ou cravos, as chances dos filhos também terem é muito maior. O ideal é que o tratamento deve ser iniciado o quanto antes para evitar marcas no rosto; Acne adolescente: Neste período, a principal causa da acne é o excesso de hormônios produzidos pelo corpo. O acúmulo de oleosidade e de células mortas nos poros acaba resultando na obstrução e inflamação da pele. A principal região afetada por cravos e espinhas neste período é a chamada zona T do rosto (nariz, testa e queixo). Em alguns casos, elas podem aparecer também nas costas. Com o passar dos anos, o problema acaba diminuindo ou é resolvido por completo; Acne adulta: Apesar de nessa fase ser mais difícil o aparecimento de cravos e espinhas, algumas costumam surgir na zona V do rosto (queixo e bochechas). Geralmente, as mulheres são as que mais sofrem com a acne nesse período por alguns fatores. Além da pele oleosa, problemas hormonais também podem agravar o problema, portanto é importante consultar um dermatologista para saber o real motivo da acne. A maquiagem também pode influenciar no surgimento de espinhas. Na hora de escolher os cosméticos, sempre de preferência para aqueles com fórmula “Oil Free”, pois eles são próprios para a pele oleosa e evita que o problema se...
Como deixar os cabelos protegidos no verão

Como deixar os cabelos protegidos no verão

Sol, mar, piscina, vento e suor. Tudo isso faz parte da estação mais esperada do ano, o Verão! Mas infelizmente, são esses os fatores que detonam os cabelos. Por isso separamos para você algumas dicas simples, para deixar seus cabelos saudáveis, com muito brilho e protegidos nessa estação; confira: Filtro solar para cabelos; Após o banho de mar e/ou piscina, despeje sobre os cabelos água doce. Uma garrafinha pode ser levada na bolsa de praia! Assim, o excesso do sal e cloro será retirado; Lave os cabelos com shampoo duas vezes. A possibilidade de ficar algum resíduo agressor é menor; Antes do condicionador, que tem propriedades que selam as cutículas, aplique a máscara de tratamento nos fios, seguindo as orientações da embalagem. Durante o verão, onde as agressões externas são mais severas, a hidratação pode ser feita duas vezes na semana; Não aplique o condicionador na raiz, pois os poros do couro cabeludo podem ser obstruídos, causando dermatite; Para finalizar, use o leave-in após a lavagem. Este produto cria um escudo protetor com ação anti-frizz que disciplina, modela e diminui o desbotamento dos fios. Mas, também deve ser levado na bolsa de praia e ser aplicado antes de entrar na água e exposição ao sol; Para potencializar a proteção e nutrição, o fluido anti danos deve ser usado após o uso do leave-in, pois ele tem fórmula mais leve, que não deixa os fios pesados. Para mais procedimentos estéticos que renovam os Cabelos nesse verão, clique...
13 dicas para lidar com a insônia

13 dicas para lidar com a insônia

A insônia infelizmente pode causar alguns estragos na qualidade de vida do ser humano, como no desempenho profissional, na vida social e em diversos outros aspectos. De acordo com as pesquisas realizadas no Brasil, cerca de 40% das pessoas sofrem com insônia de forma moderada à crônica, o número é considerado, assustador! Considerando que a insônia é um mal que muitas vezes pode ser evitado com medidas simples do dia a dia, alguns estudos ainda indicam que as mulheres próximas à menopausa tem mais tendência a sofrer com esse problema. Mas os estudos não descartam a possibilidade de jovens e pessoas mais velhas, de ambos sexo, sofrerem desse distúrbio. A insônia pode durar uma noite, dias, semanas, um ano ou mesmo a vida inteira. Mas afinal, o que é considerado como insônia? O Dr. Luis Eduardo Belini, explica: “A insônia é reconhecida pela dificuldade em iniciar ou manter o sono, acordando repentinamente ou até mesmo passando as noites em claro. Algumas vezes a insônia pode estar relacionada a uma redução da quantidade de horas necessárias para um sono satisfatório”. “Entre os sintomas podemos destacar o aumento do tempo que o indivíduo leva para pegar no sono, acordar várias vezes ao longo da noite e acordar muito antes do horário previsto, não conseguir pegar no sono novamente”, acrescenta. Dormir mal pode estar relacionado com diversas doenças como problemas, por isso é importante estar em dia com seus exames e ter sempre um médico acompanhando seu caso, pois apenas o seu doutor pode receitar o medicamento ou tratamento certo para o seu caso! Veja abaixo algumas dicas para saber lidar com...