Preenchimento

Preenchimento

a

O preenchimento é uma técnica utilizada para amenizar depressões e sulcos da pele. É realizado através da injeção de um produto no local a ser tratado, sendo indicado para correção do sulco nasogeniano, “bigode chinês”, rugas periorais (códigos de barra), olheiras, cicatrizes de acne, aumento do volume dos lábios, volumização de malares e têmporas, rejuvenescimento das mãos, lóbulos da orelha, etc.

Os produtos utilizados são classificados em permanentes e não-permanentes. O preenchedor mais utilizado é o ácido hialurônico, que quase não apresenta risco de rejeições ou reações adversas, por ser um componente natural da pele. Sua duração pode variar de 6 a 18 meses, dependendo de algumas características de cada produto e do organismo do paciente.

A hidroxiapatita de cálcio também é um preenchedor não permanente, sendo apresentado como um gel leitoso, onde estão distribuídas microesferas da hidroxiapatita. É utilizado para correção de depressões mais profundas da face, aumento dos malares e preenchimento de mãos. A particularidade deste material é que ele tem dupla função, tanto de preencher como de estimular a produção de colágeno, melhorando a qualidade da pele.  Também é um produto bem tolerado pelo organismo e sua duração é mais longa, em torno de 2 anos.

O preenchimento de gordura, ou lipoenxertia, utiliza uma pequena quantidade de gordura da própria paciente para preencher sulcos, rugas ou aumentar áreas para melhoria estética, como a região malar e lábios. Após a anestesia da área doadora a gordura é aspirada e, na sequência, injetada na área a ser preenchida. A gordura injetada não causa reação, pois é um tecido natural do corpo. Por isso, a lipoenxertia é um preenchimento bastante seguro e eficaz.

Os preenchimentos em geral são realizados com anestesia local e a injeção é aplicada com agulhas ou microcânulas. Após o procedimento o paciente pode apresentar inchaço ou hematomas, que regridem em poucos dias.